Eurico é reprovado em teste de fidelidade, em O Sétimo Guardião

Decididos a confrontarem Eurico (Dan Stulbach) sobre a aliança que fez com Valentina (Lília Cabral), os guardiões da irmandade decidiram colocá-lo à prova.

Depois de convocar os guardiões para uma reunião na fonte da juventude, Gabriel é pressionado por eles para confrontar o prefeito. Até a versão humana de León apareceu para auxiliar os companheiros.

Amaldiçoado

Assustado, Eurico vê a versão humana de León e pergunta quem ele é. Gabriel responde afirmando que é León. O guardião amaldiçoado ordena ao prefeito que coloque a mão na água. Ele se nega, dizendo que a água está fervendo, por isso queimou a sua mão.

Todos os guardiões comprovam que a mão do político está queimada. Gabriel então, coloca a sua mão na água, e não acontece nada. León diz ao prefeito que a fonte só machuca o traidor, e ele deve fazer o que precisa ser feito.

Desesperado pela repreensão, Eurico é levado para uma sala com Gabriel, o novo guardião da fonte. O filho de Valentina explica que o castigo deve ser aplicado de acordo com o Livro da Irmandade.

O prefeito implora a Gabriel dizendo que não quer virar um gato, pois odeia felinos. O filho de Egídio confirma dizendo que se não for essa opção, então a segunda é que ele nunca mais sentirá prazer com uma mulher.

Ao sair do casarão, Eurico sai vagando pela cidade, completamente atordoado com a sua sentença. Depois de tentar se relacionar sexualmente com a esposa, Marilda, o prefeito não conseguirá prosseguir com o ato, deixando-a insatisfeita.

Ao tentar fazer o mesmo com a cunhada Valentina, Eurico também não conseguirá demonstrar a sua virilidade, e deixará a vilã entediada.

  

Confissão

Eurico decide ir à igreja se confessar para o Padre Ramiro (Ailton Graça), a fim de que ele o ajude. Ao contar tudo a ele sobre a irmandade, o segredo da fonte da juventude, e a maldição que sofreu, o padre ficará atônito com a confissão.

Antes mesmo de terminar, o padre sai da Igreja e vai ao encontro de Gabriel, que já mora no casarão que fora de seu pai, Egídio (Antonio Calloni), a fim de saber se a história contada pelo prefeito é verdade.

Gabriel confirma tudo o que disse Eurico, e para comprovar, cura um machucado do padre, a fim de que ele acredite. Sem consultar a opinião dos demais guardiões, o filho de Valentina convida o Padre Ramiro para fazer parte da irmandade.

O religioso não dá uma confirmação a Gabriel na hora, pois diz que precisaria pensar na decisão. Sabendo do que o filho de Egídio fez sem os consultar, os guardiões ficam revoltados e dão uma bronca em Gabriel, alegando que ele não tem poderes para eleger um novo guardião.

Acusado pelos membros da irmandade, Gabriel tentará se defender, dizendo que ele como líder-mor pode tomar essa decisão, e que as circunstâncias o obrigaram. Eles o lembram de que, Gabriel ainda não se tornou um guardião-mor.

Deixe um comentário