Espelho da Vida: Cris será levada para manicômio

Nos próximos capítulos da telenovela brasileira transmitida pela Rede Globo, Cris, interpretada por Vitória Strada, é vítima de uma armação de Isabel. Ao ler uma carta de Júlia, onde ela revela ter tido um filho com Danilo, a personagem surta, além, ainda, de ofender o pai e o culpar por todas as coisas ruins que acontecem em sua vida. O que a faz ser internada em um hospício. As cenas vão ao ar a partir do dia 6 de fevereiro.

A armação de Isabel para Cris provoca a internação da atriz em um sanatório. A jornalista vai contar com a ajuda de Sheila para conseguir deixar a rival sob efeito de drogas, ao passo que a ex-noiva de Alain fica fora de si ao saber que Júlia, sua reencarnação, engravidou de Danilo, ao ler uma mensagem da jovem para a mãe. No entanto, a internação de Cris só se dá após um conselho de Dalton.

Os fatos

Ao retornar para o presente, logo após  uma das suas viagens para sua vida anterior, Cris decide  tentar intervir no  destino de Piedade. Ao resolver ajudar sua mãe na encarnação anterior, fracassa, a partir daí a jovem tem o primeiro momento de desequilíbrio. Nisso, a filha de Ana  é sedada e, ao voltar a si, chama o ex-noivo de Gustavo Bruno, a quem traiu na  vida passada com Danilo. Tudo isso faz os demais personagens concluírem que a atriz precissa de um acompanhamento psicológico.

Em seguida, Alain, mediante ao conselho de Bola, leva até a ex uma carta que Júlia mandou para a mãe. Ao passo que Cris terá tomado uma sopa, sem sequer imaginar que Dandara, mandada por Isabel, colocou medicamentos para deixá-la atordoada.  O trecho que Cris ler da carta contém as seguintes afirmações: “Mãezinha, antes de tudo, perdão. Estou indo em busca de minha felicidade ao lado do único homem que amo e que vou amar até́ o fim dos dias. Gustavo Bruno não é a pessoa que todos pensavam, tentou de vários modos impedir meu relacionamento com Danilo, estou com muito medo mas preciso ir em frente. Descobri que meu filho está́ vivo. Se algo acontecer comigo, cuida dele, sim? Sua filha que lhe adora, Julia”.

Nesse momento, Cris começa a gritar e dizer que se chama Júlia, fazendo com que todos entrem em pânico. Ademais, confunde o pai com o genitor de Júlia, e acaba chamando-o de Eugênio, além de o culpar pelo “seu” sofrimento. Diante da situação, Dalton diz para a mãe de Cris, seu pai de criação, Flávio, e para Alain que o melhor a se fazer é internar a jovem. Alain, por ter dado a carta, sentirá culpa e remorso. Quando Cris já está no manicômio, André, possível filho de Júlia, tranquiliza a jovem ao visitá-la. Além de afirmar que vai retirá-la do local e ajudá-la a descobrir quem realmente tirou a vida da jovem. Vale ressaltar, ainda, que a dupla ganhará o indispensável apoio de Margot.

Deixe um comentário